TRATANDO DE ENTENDER A DOR

Cefaléia é a popular dor de cabeça, problema comum em muitas pessoas em todo mundo.

Existem mais de 200 tipos de dores de cabeça, porém a mais conhecida é a enxaqueca.

Cerca de 15% dos brasileiros tem enxaqueca, uma doença que acomete as pessoas em sua fase mais produtiva entre 30 a 50 anos.

A enxaqueca, ou cefaléia migrânea, é uma doença dos nervos e vasos sanguíneos do cérebro, tornando-se crônica por causa das crises de dor frequentes.

CAUSAS

É causada por diversos fatores e os mais comuns são o estresse, a ingestão de certos alimentos como chocolate e comidas gordurosas, bem como alguns medicamentos.

SINTOMAS - Uma crise típica de enxaqueca é reconhecida pela dor que envolve metade da cabeça, piora com qualquer atividade e também pode causar náusea, vômito e desconforto com a exposição à luz e barulho.

Pode durar dias e costuma acompanhar um sintoma chamado "aura", que geralmente aparece antes da crise com imagens brilhantes em ziguezague, flashes de luz ou falhas no campo visual.

TRATAMENTOS

O melhor tratamento é a prevenção, onde deve se identificar os fatores que podem desencadear as crises.

É importante que o paciente utilize as medicações prescritas pelo médico de forma adequada, para minimizar as crises e aderir as orientações médicas.

A fisioterapia pode ajudar bastante, através da acupuntura, massagem e exercícios regulares

Outra parte importante é a modificação de hábitos que possam deflagrar as crises, como alimentos e estresse.

DICA IMPORTANTE DO CENTRODADOR

Se você sentir uma dor de cabeça muito forte, que nunca foi sentida na vida ou uma dor de cabeça diferente da usual, é importante buscar ajuda médica imediatamente.

Algumas dores de cabeça podem ser um sinal de alerta para problemas graves como um derrame.

 

Dor Lombar é um sintoma doloroso na região mais baixa da coluna que atinge mais de 80% da população em algum momento de sua vida.

CAUSAS

Mais de 80% das dores lombares são causadas por problemas de movimentos e posturas, associadas ao estilo de vida, obesidade, má postura no trabalho e nas atividades de diárias, além de hérnias de disco. Outras causas menos freqüentes incluem tumores e infecções. Independente da causa, a dor lombar pode levar uma importante limitação dos movimento, lesões em outras regiões do corpo e até afastamento do trabalho.

SINTOMAS

A dor lombar é descrita como uma sensação de peso no local, cansaço tipo muscular, pontadas e as vezes em faixa. As vezes irradiam para as pernas e pés, podendo ser um caso mais complicado como uma hérnia de disco.

TRATAMENTO

Na fase aguda, recomenda-se curtos períodos de repouso tentando manter a rotina de atividades diárias. Medicações e fisioterapia ajudam no alivio da dor. Casos onde existem compressões de nervos, tumores ou infecções necessitam de intervenção cirúrgica. Na dor lombar crônica, como cerca de 80% são causadas por problemas de movimento e postura, a fisioterapia tem um papel importante para recolocar os pacientes em sua rotina e atividades diárias. Medicações ajudam os pacientes a ter maior controle sobre a dor e permitem muitas vezes que exercícios possam ser realizados com mais regularidade. Entretanto, o trabalho interdisciplinar multiprofissional tem apoio das pesquisas científicas como a melhor chance de tratamento. Médicos, fisioterapeutas e psicólogos, por exemplo, quando trabalham integrados tem maiores chances de ajudar os pacientes no controle da dor, no retorno as atividades, na forma de lidar com a dor e sobre o entendimento do problema.

 

É a dor localizada e persistente em músculos, tendões, ligamentos, articulações e ossos de qualquer parte do corpo, que também provoca a formação de pontos dolorosos nos músculos, provocando dor localizada ou a distância.

CAUSAS

As causas mais comuns são as posturas sustentadas, movimentos repetitivos, e sobrecargas relacionados ao trabalho e atividades diárias. Infecções, inflamações e doenças como o câncer também provocam dor musculoquelética pois tensionam os músculos para proteger o local.

SINTOMAS

Inicia-se geralmente com um dolorimento local ou sensação de peso nas atividades e que melhora com repouso. Com o passar dor tempo, os sintomas podem ficar mais intensos e outras áreas do corpo podem doer também. Isso causa restrições nas atividades diárias podendo muitas vezes ser extremamente incapacitante. Quando a dor fica persistente pode se tornar crônica e outros sintomas como cansaço, queimação e rigidez no corpo também aparecem.

TRATAMENTO

A identificação das causas e dos fatores que perpetuam a dor é o primeiro passo. A dor musculoesquelética aguda por pode ser tratada com remédios, fisioterapia e exercícios leves. Já na dor musculoesquelética crônica, os melhores resultados serão alcançados no tratamento interdisciplinar multiprofissional, contanto com profissionais como fisioterapeutas, médicos e psicólogos. O trabalho em equipe tem se mostrado mais eficaz a longo prazo para o alivio da dor, retorno ao trabalho e as atividades do que terapias isoladas. Portanto, principalmente nos casos crônicos, vale o investimento no tratamento interdisciplinar.

 

É uma doença que provoca dores intensas em todo o corpo, frequentemente, associada a uma série sintomas e problemas, prejudicando fortemente a qualidade de vida e o desempenho profissional.

CAUSAS

A fibromialgia ainda é um desafio para os profissionais e pesquisadores. Mesmo com diversos estudo em andamento em todo mundo, a fibromialgia ainda é um mistério. Uma das teorias mais recentes explica que, de alguma forma, ocorre um desquilíbrio no sistema nervoso o qual perde a capacidade de controlar a dor e liberar substâncias analgésicas suficientes.

SINTOMAS

A dor muscular difusa é uma das características principais da doença, podendo ser encontrados pontos dolorosos em todo o corpo. Outros sintomas como cansaço, dificuldades no sono, problemas gastrointestinais e depressão. É comum também, mesmo sentindo dor em todo o corpo, ter algumas regiões mais doloridas como a cabeça, pescoço e lombar. Vale lembrar que não existem exames de imagem e complementares que comprovem a doença. Esse é um dos grandes fatores que dificulta o diagnóstico, fazendo com que muitos profissionais não acreditem nos sintomas dos pacientes.

TRATAMENTO

O tratamento da fibromialgia exige os cuidados de uma equipe interdisciplinar e multiprofissional, pela complexidade do caso. Remédios, fisioterapia, acupuntura, exercícios e terapia cognitivo comportamental tem se mostrado meios interessantes de tratamento. Entretanto, as pesquisas mostram que o tratamento interdisciplinar e os exercícios físicos regulares tem seu melhor efeito a longo prazo. Estratégias de educação também são propostas para ajudar os pacientes a entender o problema e lidar melhor com a dor e com as limitações impostas pela fibromialgia.

 

A hérnia acontece quando há um deslocamento da parte gelatinosa do disco que fica entre todas as vértebras da coluna. Quando esse deslocamento é grande pode haver compressão e/ou inflamação das raízes nervosas da coluna.

CAUSAS

Traumatismos, quedas e movimentos bruscos do corpo são as causas mais comuns nos adultos jovens. A medida que envelhecemos, os discos e articulações da coluna se desgastam e facilitam o surgimento de hérnias de disco. O maior problema da hérnia é quando comprime os nervos.

SINTOMAS

Hérnias de disco podem provocar dores intensas localizadas em faixa na coluna e de forma intensa. Quando a hérnia comprime os nervos, provoca dores irradiadas em queimação, formigamento, dormência, ardência, choque, podendo muitas vezes causar perda de força muscular e dificuldades de movimentos.

TRATAMENTO

Dependendo do nível da hérnia e o volume que é deslocado o tratamento pode ser cirúrgico ou conservador. O tratamento conservador nesses casos inclui reeducação postural, fisioterapia, acupuntura para reorganizar os músculos e articulações da região, melhorar a estabilidade e mobilidade da coluna levando a melhora das dores mesmo com a hérnia de disco. O tratamento conservador pode variar desde procedimentos minimamente invasivos até mesmo a artrodese, ou seja, fixação das vértebras.

 

TELEFONES

  BOTAFOGO
(21) 2530-2797
(21) 2537-5580
(21) 99924-3722

  BARRA DA TIJUCA
(21) 2492-1818
(21) 9924-3052

LOCAIS DE ATENDIMENTOS

  • BOTAFOGO

    Rua Voluntários da Pátria, nº 45 - sala 1004, Botafogo, Rio de Janeiro (próximo ao Metrô de Botafogo)
  • BARRA DA TIJUCA

    Av. das Américas, nº 3500, bloco 6, Conj. 615, Ed. Hong Kong 2000, Cond. Le Monde - Barra da Tijuca, RJ (próximo da Estação BRT Riviera), (estacionamento no local).
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…