img 2530-2797
ouvidoria@centrodador.com.br
img Área Restrita        Webmail
  • Siga-nos:
9th mar

2013

Como identifico se minha dor é aguda ou crônica?

A dor aguda é interpretada como ameaça à integridade. É um sintoma de alerta, que apresenta fisiologia bem estabelecida. Pode gerar atitudes de fuga, proteção, busca de apoio, medo e ansiedade.

A dor aguda pode estar relacionada a causas traumáticas, processos inflamatórios, infecciosos ou a pós cirúrgicos e a uma doença crônica. Seu controle é, geralmente, possível após a eliminação do agente causal. Não deve ultrapassar 3 meses e geralmente a dor cessa após a eliminação do agente causal. Quando a dor aguda é persistente altera o funcionamento do Sistema nervoso e pode ser responsável pela cronicidade dos sintomas.

Dor crônica é aquela que persiste além do prazo previsto para a cura da lesão ou que está associada às afecções crônicas. Perde função de alerta da preservação e, quando não controlada, pode gerar ansiedade, depressão, choro e comportamentos disfuncionais que dificultam a reabilitação levando o indivíduo a importante incapacidade e perda da qualidade de vida. Mais que um sintoma, a dor crônica torna-se a doença e o seu controle é o objetivo primordial do tratamento

Share This :

No comments so far!

Leave a Comment

Your email address will not be published.